A cerâmica comum romano-republicana de Monte Molião (Lagos)

Elisa de Sousa, Ana Margarida Arruda

Resumen


As escavações realizadas em Monte Molião (La- gos, Algarve, Portugal), entre 2006 e 2011, permiti- ram datar a sua ocupação romano-republicana entre o último terço do século II e as primeiras décadas do século I a.n.e.

A cerâmica comum que foi recuperada nestes níveis é muito significativa em termos numéricos e algumas das suas características permitem avançar dados concretos sobre os vários circuitos comerciais que envolveram a costa sul do actual território por- tuguês, durante esse período. O conjunto é consti- tuído por cerâmica de produção local (maioritaria- mente a torno), da península itálica, mas também, e sobretudo, por importações do actual território espanhol (baía de Cádis, Guadalquivir e costa orien- tal). 


Palabras clave


Cerâmica comum; Romano-republicano; Algarve; Monte Molião

Texto completo:

PDF           Cómo citar un elemento


DOI: http://dx.doi.org/10.33776/onoba.v0i2.2409 ';



Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.

 


e-ISSN: 2340-4027.  -   ISSN: 2340-3047

Entidad editoraUniversidad de Huelva. Servicio de Publicaciones

Licencia de usoCreative Commons 4.0